Golpe, Latin America

Brian Mier: negar ação dos Estados Unidos em junho de 2013 é inaceitável

O jornalista Brian Mier, em conversa com a TV 247, contestou os argumentos do presidente do PSOL, Juliano Medeiros, acerca da influência dos Estados Unidos nas manifestações sociais de junho de 2013 no Brasil. Brian considera a fala de Juliano um “ataque à sanidade de Lula”.

Na última semana, ganhou destaque uma polêmica entre o presidente do PSOL e o ex-presidente Lula. O ex-presidente havia dito que os EUA promoveram as manifestações de 2013, porém, Juliano Medeiros discordou.

“Quer dizer que as centenas de historiadores, sociólogos e cientistas políticos de esquerda estão perdendo tempo ao estudar 2013 como um fenômeno social complexo que estava em disputa porque, na verdade, tudo não passou de uma armação da CIA?”, escreveu Juliano no Twitter.

O jornalista afirmou que Juliano Medeiros tentou reduzir uma questão complexa de influência do imperialismo no Brasil a uma simples teoria da conspiração. “É muito parecida com o MBL a ideia de reduzir o argumento sobre o imperialismo a uma questão de teoria da conspiração envolvendo a CIA. O Lula não usou a palavra ‘CIA’, ele falou ‘Estados Unidos’. Quem tem a mínima noção da verdadeira política de esquerda sabe do Estado expandido, integrado, disso que Lula estava falando. Indústrias petroleiras estadunidenses, indústrias financeiras, a imprensa, o governo, o Departamento de Estado, os 17 agentes de inteligência governamental e todas as empresas que fazem trabalho terceirizado de inteligência para o governo dos Estados Unidos”.

https://www.brasil247.com/mundo/brian-mier-negar-acao-dos-estados-unidos-em-junho-de-2013-e-inaceitavel

 

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *